Bem vindo (a), se pretende aceder à totalidade dos assuntos apresentados neste fórum, deverá proceder ao simples registo de utilizador. Se já é nosso membro, basta efectuar o seu Login.

O registo e usufruto deste fórum é livre e inteiramente gratuito, porém, não deixe de consultar as regras de participação. Junte-se a nós!

Obrigado
Últimos assuntos
» Foto estranhã tirada numa casa no Fundão
Sex Nov 07, 2014 8:37 pm por Mephisto

» Imagens de Sacrificios e Rituais.
Sex Ago 15, 2014 1:59 am por J13K$#N

» Os Protocolos dos Sábios de Sião
Sex Ago 15, 2014 1:32 am por J13K$#N

» A Cura Física e a Cura Espiritual
Sex Ago 15, 2014 12:29 am por J13K$#N

» Constantine - filme
Ter Ago 05, 2014 8:15 pm por J13K$#N

» Clube da Luta (filme)
Ter Ago 05, 2014 7:58 pm por J13K$#N

» EXU NA UMBANDA
Ter Ago 05, 2014 12:01 am por J13K$#N

» Lúcifer - O Pai Da Mentira.
Dom Jul 27, 2014 2:01 am por J13K$#N

» The Matrix Revolutions - filme
Sex Jul 25, 2014 12:23 am por J13K$#N

Os membros mais ativos do mês

Visitas

Ubik de Philip K. Dick

 :: Lounge :: Literatura

Ir em baixo

Ubik de Philip K. Dick

Mensagem por Salomé em Seg Abr 15, 2013 5:23 pm

Este é um livro onde se perdem as fronteiras entre a vida e a morte. Este romance de Philip K. Dick é de 1969 e a minha edição é de 1983. Velhinho, portanto!

Copiei a seguinte apreciação do Brogue do Cassano:

"Dick empurrou a história bem pra frente, para não ter que se explicar com chatos como eu. Ela se passa em um futuro longínquo (para o autor): 1992. Dick imaginou que teríamos espaçonaves explorando o espaço, e colônias em Marte e na Lua.

Outras deliciosas previsões:

- O custo de vida aumentaria tanto que tudo passaria a ser pago. Os personagens do livro pagam a seus próprios eletrodomésticos pelas coisas mais simples, como fazer café, ligar o chuveiro, ver as notícias ou abrir a porta.

- O mais curioso é COMO eles pagam: moedas. Moedinhas por toda parte.

- Mas também existe uma espécie de cartão de crédito, dispositivos que armazenam o dinheiro da época, os pós-creds.

- O mais legal é a máquina de notícias. Ela é operada por voz, e permite total customização. O usuário pede à máquina o que ele quer ver. Incrível visão quando o máximo da tecnologia da época era a nascente transmissão em broadcast via satélite. Ao escolher o que se quer ver, a máquina… imprime em quatro cores uma folha com as matérias escolhidas. Dick preferiu não fazer da TV ou do telefone o meio de informação, mas sim o papel, produzido sob demanda e com alta tecnologia.

- Ao tentar operar uma nave espacial, os personagens operam um sistema eletrônico de busca de informações que, ao encontrar o que é procurado, gera um cartão perfurado, que é inserido no computador para passar as informações.

- Cigarro. Muitos. Todo mundo fuma.

- Áudio: A tecnologia futurista de áudio inclui rádio-gravadores poderosos, que gravam e reproduzem cassetes como ninguém. Nisso ele acertou. Se hoje vivemos a era do MP3, em 1992 os CDs ainda engatinhavam e os K7s imperavam.

- A limpeza dos apartamentos é feita por robôs. Mediante o pagamento de algumas moedas, claro.

- Mídia: existe uma TV planetária, e anúncios nesta TV, em caixas de fósforos e malas-diretas ainda são ótimas oportunidades de comunicação.

E tem mais, que guardo para quem ler Ubik. Nada disso diminui o valor do livro ou do autor, morto em 1982. Pelo contrário. Nos depararmos com uma previsão de um futuro que já passou adiciona uma nova e deliciosa camada a um livro já interessantíssimo.
"

Pessoalmente achei o livro uma delícia e ainda me lembro de enquanto o lia pensar: ó bolas, será que daqui a uns anitos vou ter que pagar à minha máquina para ela me lavar a roupa?
avatar
Salomé
Philosophus
Philosophus

Mensagens : 239
Data de inscrição : 23/02/2013
Idade : 57

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 :: Lounge :: Literatura

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum