Bem vindo (a), se pretende aceder à totalidade dos assuntos apresentados neste fórum, deverá proceder ao simples registo de utilizador. Se já é nosso membro, basta efectuar o seu Login.

O registo e usufruto deste fórum é livre e inteiramente gratuito, porém, não deixe de consultar as regras de participação. Junte-se a nós!

Obrigado
Últimos assuntos
» Foto estranhã tirada numa casa no Fundão
Sex Nov 07, 2014 8:37 pm por Mephisto

» Imagens de Sacrificios e Rituais.
Sex Ago 15, 2014 1:59 am por J13K$#N

» Os Protocolos dos Sábios de Sião
Sex Ago 15, 2014 1:32 am por J13K$#N

» A Cura Física e a Cura Espiritual
Sex Ago 15, 2014 12:29 am por J13K$#N

» Constantine - filme
Ter Ago 05, 2014 8:15 pm por J13K$#N

» Clube da Luta (filme)
Ter Ago 05, 2014 7:58 pm por J13K$#N

» EXU NA UMBANDA
Ter Ago 05, 2014 12:01 am por J13K$#N

» Lúcifer - O Pai Da Mentira.
Dom Jul 27, 2014 2:01 am por J13K$#N

» The Matrix Revolutions - filme
Sex Jul 25, 2014 12:23 am por J13K$#N

Os membros mais ativos do mês

Visitas

As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por anokidas em Ter Fev 19, 2013 11:41 pm

Além das que envolvem a ciência em stricto sensu, encontram-se também as polémicas em torno da mediunidade que fundamentam-se, em grande parte, nos argumentos apresentados por outras religiões também cristãs, dizendo que a Bíblia condena a prática da necromancia (essa que é diferente de mediunidade).

Segundo a Bíblia, Deuteronômio 18 condena a consulta aos mortos e segundo O Livro dos Espíritos de 1857, Kardec na sua edição codificou 1018 tópicos de perguntas e respostas a esses espíritos onde se refere: Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; / 11. Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; / 12. Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. / (...) / 14. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa.

Então não será isto um contradição?

Fonte: wikipedia.Mediunidade
avatar
anokidas
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 359
Data de inscrição : 19/02/2013
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Chacalnegro em Ter Fev 19, 2013 11:58 pm

anokidas escreveu:Além das que envolvem a ciência em stricto sensu, encontram-se também as polémicas em torno da mediunidade que fundamentam-se, em grande parte, nos argumentos apresentados por outras religiões também cristãs, dizendo que a Bíblia condena a prática da necromancia (essa que é diferente de mediunidade).

Segundo a Bíblia, Deuteronômio 18 condena a consulta aos mortos e segundo O Livro dos Espíritos de 1857, Kardec na sua edição codificou 1018 tópicos de perguntas e respostas a esses espíritos onde se refere: Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; / 11. Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; / 12. Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. / (...) / 14. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa.

Então não será isto um contradição?

Fonte: wikipedia.Mediunidade

Há algo que me está a causar alguma confusão. Há respostas de espíritos a Kardec a citar o Deuteronómio na passagem contra a necromancia?
avatar
Chacalnegro
Gestão do Fórum
Gestão do Fórum

Mensagens : 185
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por ricardocosta28 em Qua Fev 20, 2013 12:23 am

No meu entender a biblia proibe a consulta de tarot e que se use os espiritos para advinhar o futuro.
O Espiritismo não faz perguntas aos espiritos os espiritos apresentam-se nas reuniões mediunicas e são eles que começao a conversa.
Há alguma contrariedade nessa questão porque muita gente pensa que os espiritas invocam os espiritos e não.
Os espiritos são invocados quando antes da morte a pessoa peça para que assim seja.

Muita luz
avatar
ricardocosta28
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 46
Data de inscrição : 19/02/2013
Idade : 32
Localização : Espinho

http://www.bazar-mistico.webnode.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Chacalnegro em Qua Fev 20, 2013 12:28 am

ricardocosta28 escreveu:No meu entender a biblia proibe a consulta de tarot e que se use os espiritos para advinhar o futuro.
O Espiritismo não faz perguntas aos espiritos os espiritos apresentam-se nas reuniões mediunicas e são eles que começao a conversa.
Há alguma contrariedade nessa questão porque muita gente pensa que os espiritas invocam os espiritos e não.
Os espiritos são invocados quando antes da morte a pessoa peça para que assim seja.

Muita luz

Penso que a Bíblia condena todas as crenças fora de si própria ou seja tudo aquilo que seja ritual, invocação, comunicação com o mundo espiritual fora da relação com Deus, é aí considerado abominável. Aliás, até as relações com Deus estão devidamente regulamentadas nos "livros históricos".
avatar
Chacalnegro
Gestão do Fórum
Gestão do Fórum

Mensagens : 185
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por anokidas em Qua Fev 20, 2013 12:33 am

Pois segundo a Doutrina Espírita, a Bíblia não condena a prática mediúnica pois esta seria um fenómeno natural, e segundo o Evangelho segundo o Espiritismo, a mesma apresenta diversas provas da reencarnação. Juntam-se outros fatos descritos na Bíblia como a conversa de Jesus com Moisés e Elias que já há muitos séculos não pertencentes ao mundo dos "vivos"; Lucas 9, 28-36: Passados oito dias, Jesus tomou consigo a Pedro, a Tiago e a João, e subiu ao monte para orar.

Enquanto orava, transformou-se o seu rosto e as suas vestes tornaram-se resplandecentes de brancura. E eis que falavam com ele dois personagens; eram Moisés e Elias, que apareceram envoltos em glória, e falavam da morte dele, que se havia de cumprir em Jerusalém. Entretanto, Pedro e seus companheiros tinham deixado vencer-se pelo sono; ao despertarem, viram a glória de Jesus e os dois personagens em sua companhia. Quando estes se apartaram de Jesus, Pedro disse: "Mestre, é bom estarmos aqui. Podemos levantar três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias!..." Ele não sabia o que dizia. Enquanto ainda assim falava, veio uma nuvem, e encobriu-os com a sua sombra; e os discípulos, vendo-os desaparecer na nuvem, tiveram um grande pavor. Então da nuvem saiu uma voz: "Este é o meu Filho amado: ouvi-o!" E, enquanto ainda ressoava esta voz, achou-se Jesus sozinho. Os discípulos calaram-se e a ninguém disseram naqueles dias coisa alguma do que tinham visto. ; tornando assim definitiva a não condenação da prática mediúnica quando esta é utilizada para fins nobres como o crescimento moral dos homens.

Mas Deus condena quem fala com os mortos e em que ficamos?
avatar
anokidas
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 359
Data de inscrição : 19/02/2013
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por ricardocosta28 em Qua Fev 20, 2013 12:39 am

Chacalnegro escreveu:
ricardocosta28 escreveu:No meu entender a biblia proibe a consulta de tarot e que se use os espiritos para advinhar o futuro.
O Espiritismo não faz perguntas aos espiritos os espiritos apresentam-se nas reuniões mediunicas e são eles que começao a conversa.
Há alguma contrariedade nessa questão porque muita gente pensa que os espiritas invocam os espiritos e não.
Os espiritos são invocados quando antes da morte a pessoa peça para que assim seja.

Muita luz

Penso que a Bíblia condena todas as crenças fora de si própria ou seja tudo aquilo que seja ritual, invocação, comunicação com o mundo espiritual fora da relação com Deus, é aí considerado abominável. Aliás, até as relações com Deus estão devidamente regulamentadas nos "livros históricos".

Mas a época era diferente, eles tinham que temer algo. Para as pessoas na época consultarem os advinhos e fazerem fortunas ou até mesmo escolhas na vida o livre arbitrio não servia para nada. Como a gente sabe a Biblia foi escrita por homens, não sabemos se tudo o que está escrito é verdade.
Se fosse condenavel aos olhos de Deus, não se teria mediunidade, porque se não pudemos usar qual seria o sentido de a ter?
Deus condena a comunicação para as artes advinhatorias, para satisfazer curiosidades como ex a ouija.
Quando temos que saber algo do outro lado as mensagens chegam-nos
avatar
ricardocosta28
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 46
Data de inscrição : 19/02/2013
Idade : 32
Localização : Espinho

http://www.bazar-mistico.webnode.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Chacalnegro em Qua Fev 20, 2013 12:45 am

anokidas escreveu:Pois segundo a Doutrina Espírita, a Bíblia não condena a prática mediúnica pois esta seria um fenómeno natural, e segundo o Evangelho segundo o Espiritismo, a mesma apresenta diversas provas da reencarnação. Juntam-se outros fatos descritos na Bíblia como a conversa de Jesus com Moisés e Elias que já há muitos séculos não pertencentes ao mundo dos "vivos"; Lucas 9, 28-36: Passados oito dias, Jesus tomou consigo a Pedro, a Tiago e a João, e subiu ao monte para orar.

Enquanto orava, transformou-se o seu rosto e as suas vestes tornaram-se resplandecentes de brancura. E eis que falavam com ele dois personagens; eram Moisés e Elias, que apareceram envoltos em glória, e falavam da morte dele, que se havia de cumprir em Jerusalém. Entretanto, Pedro e seus companheiros tinham deixado vencer-se pelo sono; ao despertarem, viram a glória de Jesus e os dois personagens em sua companhia. Quando estes se apartaram de Jesus, Pedro disse: "Mestre, é bom estarmos aqui. Podemos levantar três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias!..." Ele não sabia o que dizia. Enquanto ainda assim falava, veio uma nuvem, e encobriu-os com a sua sombra; e os discípulos, vendo-os desaparecer na nuvem, tiveram um grande pavor. Então da nuvem saiu uma voz: "Este é o meu Filho amado: ouvi-o!" E, enquanto ainda ressoava esta voz, achou-se Jesus sozinho. Os discípulos calaram-se e a ninguém disseram naqueles dias coisa alguma do que tinham visto. ; tornando assim definitiva a não condenação da prática mediúnica quando esta é utilizada para fins nobres como o crescimento moral dos homens.

Mas Deus condena quem fala com os mortos e em que ficamos?

Bom, em relação a esta passagem em concreto há várias coisas a dizer e se a queremos discutir convenientemente temos de utilizar a própria Bíblia senão toda a nossa discordância pessoal pode ser utilizada como forma de contradição.
Um aspecto importante é que Elias, não morreu. Foi arrebatado por Deus ainda em vida e levado ao céus. Ou seja estava numa dimensão extraterrena sem ter morrido. Moisés morreu, sim mas aqui em concreto, não se trata de um facto mediúnico, mas uma aparição externa a um médium, tanto é que os discípulos também o viram.
Outro dado não menos importante é que a Bíblia não condena a mediunidade em si, condena a comunicação com os mortos, por invocação, que é bastante diferente. Há uma omissão quase completa em relação aquilo que chamamos mediunidade. De momento só me lembro de uma passagem, que creio que é dos Actos, em é referida uma pitonisa (que é o mais próximo que podemos encontrar de um médium) em que a sua faculdade é atribuída à possessão de um espírito maligno.

[quote="ricardocosta28"][quote="Chacalnegro"]
ricardocosta28 escreveu:No meu entender a biblia proibe a consulta de tarot e
Mas a época era diferente, eles tinham que temer algo. Para as pessoas na época consultarem os advinhos e fazerem fortunas ou até mesmo escolhas na vida o livre arbitrio não servia para nada. Como a gente sabe a Biblia foi escrita por homens, não sabemos se tudo o que está escrito é verdade.Se fosse condenavel aos olhos de Deus, não se teria mediunidade, porque se não pudemos usar qual seria o sentido de a ter?
Deus condena a comunicação para as artes advinhatorias, para satisfazer curiosidades como ex a ouija.
Quando temos que saber algo do outro lado as mensagens chegam-nos

Em geral concordo contigo ricardo, mas em relação à frase que sublinhei do teu comentário, não se aplicaria também ao Livro dos Espíritos, de Kardec?
avatar
Chacalnegro
Gestão do Fórum
Gestão do Fórum

Mensagens : 185
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por anokidas em Qua Fev 20, 2013 1:05 am

[quote="Chacalnegro"]
anokidas escreveu:Pois segundo a Doutrina Espírita, a Bíblia não condena a prática mediúnica pois esta seria um fenómeno natural, e segundo o Evangelho segundo o Espiritismo, a mesma apresenta diversas provas da reencarnação. Juntam-se outros fatos descritos na Bíblia como a conversa de Jesus com Moisés e Elias que já há muitos séculos não pertencentes ao mundo dos "vivos"; Lucas 9, 28-36: Passados oito dias, Jesus tomou consigo a Pedro, a Tiago e a João, e subiu ao monte para orar.

Enquanto orava, transformou-se o seu rosto e as suas vestes tornaram-se resplandecentes de brancura. E eis que falavam com ele dois personagens; eram Moisés e Elias, que apareceram envoltos em glória, e falavam da morte dele, que se havia de cumprir em Jerusalém. Entretanto, Pedro e seus companheiros tinham deixado vencer-se pelo sono; ao despertarem, viram a glória de Jesus e os dois personagens em sua companhia. Quando estes se apartaram de Jesus, Pedro disse: "Mestre, é bom estarmos aqui. Podemos levantar três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias!..." Ele não sabia o que dizia. Enquanto ainda assim falava, veio uma nuvem, e encobriu-os com a sua sombra; e os discípulos, vendo-os desaparecer na nuvem, tiveram um grande pavor. Então da nuvem saiu uma voz: "Este é o meu Filho amado: ouvi-o!" E, enquanto ainda ressoava esta voz, achou-se Jesus sozinho. Os discípulos calaram-se e a ninguém disseram naqueles dias coisa alguma do que tinham visto. ; tornando assim definitiva a não condenação da prática mediúnica quando esta é utilizada para fins nobres como o crescimento moral dos homens.

Mas Deus condena quem fala com os mortos e em que ficamos?

De momento só me lembro de uma passagem, que creio que é dos Actos, em é referida uma pitonisa (que é o mais próximo que podemos encontrar de um médium) em que a sua faculdade é atribuída à possessão de um espírito maligno.

Podias explicar melhor esta passagem a que te referes,fiquei intrigada com a tua ultima frase (faculdade é atribuída à possessão de um espírito maligno) quer dizer que ao possuir esta faculdade também podemos correr o risco de estar possuídos por uma entidade?

avatar
anokidas
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 359
Data de inscrição : 19/02/2013
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Zen em Qua Fev 20, 2013 1:15 am

Chacalnegro escreveu:
Outro dado não menos importante é que a Bíblia não condena a mediunidade em si, condena a comunicação com os mortos, por invocação, que é bastante diferente.

Jesus Cristo antes de "ressuscitar" Lázaro, chamou-o dos mortos, ergeu as mãos ao céu e chamou bem alto pelo nome dele.

Se o que Deus, ou a palavra de Deus condena, é o princípio da comunicação/evocação/chamamento dos mortos, não será que então o próprio Jesus transgrediu a vontade de Deus?
avatar
Zen
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 38
Data de inscrição : 19/02/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Chacalnegro em Qua Fev 20, 2013 1:23 am

Na Antiguidade acreditava-se que as pessoas que tinha a faculdade de adivinhar o futuro, falar com os mortos, os oráculos em geral, tinham essa faculdade porque um determinado espírito se apoderava dos seus corpos e falava através deles. Um dos mais importantes era o oráculo de Delfos - a Pitonisa (curiosamente a maioria das pessoas com este dom eram mulheres). A pitonisa estava possessa do espírito de Python, uma serpente. Creio que é S. Paulo que exorcisa uma pitonisa, nos Actos dos Apóstolos. Mas há o caso do rei Saúl que consulta igualmente uma pitonisa I Samuel 28: 7-8.
Em relação à incorporação de espíritos, creio que é ponto assente que é possível incorporar espíritos mal intencionados. As opiniões só variam nas naturezas desses espíritos.

Zen escreveu:
Chacalnegro escreveu:
Outro dado não menos importante é que a Bíblia não condena a mediunidade em si, condena a comunicação com os mortos, por invocação, que é bastante diferente.

Jesus Cristo antes de "ressuscitar" Lázaro, chamou-o dos mortos, ergeu as mãos ao céu e chamou bem alto pelo nome dele.

Se o que Deus, ou a palavra de Deus condena, é o princípio da comunicação/evocação/chamamento dos mortos, não será que então o próprio Jesus transgrediu a vontade de Deus?

Zen, estás a falar de uma coisa bastante diferente de mediunidade ou necromancia. Jesus chamou o espírito de Lázaro para o ressuscitar. Ou seja, devolveu o espírito ao corpo da pessoa onde já havia habitado. Jesus não chamou o espírito de Lázaro para o consultar.
avatar
Chacalnegro
Gestão do Fórum
Gestão do Fórum

Mensagens : 185
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Zen em Qua Fev 20, 2013 2:02 am

Chacalnegro escreveu:
Zen, estás a falar de uma coisa bastante diferente de mediunidade ou necromancia. Jesus chamou o espírito de Lázaro para o ressuscitar. Ou seja, devolveu o espírito ao corpo da pessoa onde já havia habitado. Jesus não chamou o espírito de Lázaro para o consultar.

Sim, eu sei disso chacal Wink ...mas o que me deixa a reflectir é que, a razão não nos dirá que o tal princípio da "evocação/comunicação" dos/com mortos "proíbido/condenado" por Deus foi transgredido? ...independentemente da intenção de Jesus ser boa ou má!

Se então o que importa, fôr a intenção do porque se faz, e não o acto em si do princípio da evocação dos mortos, então Deus não pode condenar ninguém que faça isso, porque todos os que o fazem , irão "dizer/pensar" para si, que é com boa intenção que o fazem.








avatar
Zen
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 38
Data de inscrição : 19/02/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por anokidas em Qua Fev 20, 2013 2:22 am

Zen escreveu:
Chacalnegro escreveu:
Zen, estás a falar de uma coisa bastante diferente de mediunidade ou necromancia. Jesus chamou o espírito de Lázaro para o ressuscitar. Ou seja, devolveu o espírito ao corpo da pessoa onde já havia habitado. Jesus não chamou o espírito de Lázaro para o consultar.

Sim, eu sei disso chacal Wink ...mas o que me deixa a reflectir é que, a razão não nos dirá que o tal princípio da "evocação/comunicação" dos/com mortos "proíbido/condenado" por Deus foi transgredido? ...independentemente da intenção de Jesus ser boa ou má!

Se então o que importa, fôr a intenção do porque se faz, e não o acto em si do princípio da evocação dos mortos, então Deus não pode condenar ninguém que faça isso, porque todos os que o fazem , irão "dizer/pensar" para si, que é com boa intenção que o fazem.



Na minha opinião quando Deus disse esta passagem disse tudo porque os mortos estão num estado inconsciencioso.

«Mostrarás Tu maravilhas aos mortos, ou os mortos se levantarão e Te louvarão? Será anunciada a Tua benignidade na sepultura, ou a Tua fidelidade na perdição? Saber-se-ão as Tuas maravilhas nas trevas, e a Tua justiça na terra do esquecimento?» (Salmo 88:10-12)

«Os mortos não louvam ao SENHOR, nem os que descem ao silêncio.» (Salmo 115:17)

«Porque não pode louvar-Te a sepultura, nem a morte glorificar-Te; nem esperarão em Tua verdade os que descem à cova. Os vivos, os vivos, esses Te louvarão, como eu hoje faço.» (Isaías 38:18,19)



avatar
anokidas
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 359
Data de inscrição : 19/02/2013
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Chacalnegro em Qua Fev 20, 2013 10:38 am

Sendo muito sincero, creio que a questão da mediunidade nem sequer é considerada na Bíblia. Não era entendida como uma faculdade inerente ao indivíduo, mas antes atribuída à possessão de um espírito específico que permitia falar com os mortos ou adivinhar o futuro. Além do mais a recusa veemente da necromancia terá mais a ver com o facto de ser praticada em associação com as religiões politeístas ao redor de Israel, como as dos cananeus, filisteus, fenícios etc. Essas sim uma verdadeira ameaça ao Deus de Israel, como se verá constantemente à medida que percorremos os livros do Velho Testamento em que há uma recriminação omnipresente dos apóstatas que se voltam para Baal e Astarté.

Penso ainda que procurar uma fundamentação na Bíblia a favor ou contra a mediunidade é um exercício anacrónico comparável a procurar fundamentos de física nuclear em S. Tomás de Aquino. É um exercício de pouca seriedade porque os conceitos não são nem nunca foram os mesmos.
avatar
Chacalnegro
Gestão do Fórum
Gestão do Fórum

Mensagens : 185
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por ricardocosta28 em Qua Fev 20, 2013 11:07 am



[quote="ricardocosta28"]
Chacalnegro escreveu:
ricardocosta28 escreveu:No meu entender a biblia proibe a consulta de tarot e
Mas a época era diferente, eles tinham que temer algo. Para as pessoas na época consultarem os advinhos e fazerem fortunas ou até mesmo escolhas na vida o livre arbitrio não servia para nada. Como a gente sabe a Biblia foi escrita por homens, não sabemos se tudo o que está escrito é verdade.Se fosse condenavel aos olhos de Deus, não se teria mediunidade, porque se não pudemos usar qual seria o sentido de a ter?
Deus condena a comunicação para as artes advinhatorias, para satisfazer curiosidades como ex a ouija.
Quando temos que saber algo do outro lado as mensagens chegam-nos

Em geral concordo contigo ricardo, mas em relação à frase que sublinhei do teu comentário, não se aplicaria também ao Livro dos Espíritos, de Kardec?

Sim claro que sim chacal, mas se eu mesmo sinto e recebo mensagens do "outro lado" o porque de duvidar que Allan Kardec recebeu essas mensagens?
Hoje em dia não temos nada que prove a vericidade da Biblia, só alguns manuscritos encontrados, ao qual muitos sofreram demasiadas alterações nas suas traduções.
Agora imagina que Allan Kardec tinha escrito esses livros e não ouvesse qualquer manisfestação espirita nos dias de hoje, deixaria mais a desejar se seriam autenticos ou não.
A mediunidade deve ser usada em beneficio dos outros, como a gente sabe muita gente a usa para coisas más, para sastifazer as suas proprias necessidades,curiosidade...etc.
Muita luz
avatar
ricardocosta28
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 46
Data de inscrição : 19/02/2013
Idade : 32
Localização : Espinho

http://www.bazar-mistico.webnode.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Chacalnegro em Qua Fev 20, 2013 11:22 am

[quote="ricardocosta28"]

ricardocosta28 escreveu:
Chacalnegro escreveu:
ricardocosta28 escreveu:No meu entender a biblia proibe a consulta de tarot e
Mas a época era diferente, eles tinham que temer algo. Para as pessoas na época consultarem os advinhos e fazerem fortunas ou até mesmo escolhas na vida o livre arbitrio não servia para nada. Como a gente sabe a Biblia foi escrita por homens, não sabemos se tudo o que está escrito é verdade.Se fosse condenavel aos olhos de Deus, não se teria mediunidade, porque se não pudemos usar qual seria o sentido de a ter?
Deus condena a comunicação para as artes advinhatorias, para satisfazer curiosidades como ex a ouija.
Quando temos que saber algo do outro lado as mensagens chegam-nos

Em geral concordo contigo ricardo, mas em relação à frase que sublinhei do teu comentário, não se aplicaria também ao Livro dos Espíritos, de Kardec?

Sim claro que sim chacal, mas se eu mesmo sinto e recebo mensagens do "outro lado" o porque de duvidar que Allan Kardec recebeu essas mensagens?
Hoje em dia não temos nada que prove a vericidade da Biblia, só alguns manuscritos encontrados, ao qual muitos sofreram demasiadas alterações nas suas traduções.
Agora imagina que Allan Kardec tinha escrito esses livros e não ouvesse qualquer manisfestação espirita nos dias de hoje, deixaria mais a desejar se seriam autenticos ou não.
A mediunidade deve ser usada em beneficio dos outros, como a gente sabe muita gente a usa para coisas más, para sastifazer as suas proprias necessidades,curiosidade...etc.
Muita luz

Claro, ricardo, mas o porquê de duvidar de Kardec é o mesmo que duvidar da Bíblia. Nenhum de nós estava lá quando receberam a s mensagens. Da mesma maneira que há pessoas que dizem receber graças e mensagens de Deus que confirmam a veracidade da Bíblia. Mas devemos acreditar? Talvez sim, talvez não... É que, a questão aqui é tão só uma: Kardec precisou da Bíblia para fundamentar e receber a aprovação da sua crença. Mas, na verdade, Bíblia e Espiritismo são coisas diferentes. É tão simples como isto. Como tu bem disseste, não sabemos qual a veracidade da Bíblia porque houve erros de tradução, alterção de escrita etc, portanto, não temos de a usar para confirmar uma coisa que nem sequer lá existe. Wink
avatar
Chacalnegro
Gestão do Fórum
Gestão do Fórum

Mensagens : 185
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por ricardocosta28 em Qua Fev 20, 2013 11:56 am

Chacalnegro escreveu:Claro, ricardo, mas o porquê de duvidar de Kardec é o mesmo que duvidar da Bíblia. Nenhum de nós estava lá quando receberam a s mensagens. Da mesma maneira que há pessoas que dizem receber graças e mensagens de Deus que confirmam a veracidade da Bíblia. Mas devemos acreditar? Talvez sim, talvez não... É que, a questão aqui é tão só uma: Kardec precisou da Bíblia para fundamentar e receber a aprovação da sua crença. Mas, na verdade, Bíblia e Espiritismo são coisas diferentes. É tão simples como isto. Como tu bem disseste, não sabemos qual a veracidade da Bíblia porque houve erros de tradução, alterção de escrita etc, portanto, não temos de a usar para confirmar uma coisa que nem sequer lá existe. Wink

Mas eu não digo o contrario em relação as mensagens que Kardec recebeu, digo sim que acredito que ele as tenha recebido porque nos dias de hoje várias pessoas incluindo eu recebemos mensagens dos Espiritos.
Cabe a consciência de cada um e o seu bom senso interpretar essas mensagens como vindas de espiritos bons ou maus. Um espirito mau nunca dará bons conselhos e vice-versa.
Digo sim que acredito mais nas mensagens dos espiritos de Kardec do que na Biblia porque eu proprio sinto a presença e comunicação dos espiritos, não digo com isto que tudo aquilo que eles dizem é verdade.Não desfazendo, nem desvalorizando a Biblia porque para mim algumas coisas também fazem sentido, eu acredito na Biblia mas se me perguntas em qual acho que terá mais veracidade já sabes a resposta Razz
avatar
ricardocosta28
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 46
Data de inscrição : 19/02/2013
Idade : 32
Localização : Espinho

http://www.bazar-mistico.webnode.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por lancelot em Qua Fev 20, 2013 12:24 pm

anokidas escreveu:Além das que envolvem a ciência em stricto sensu, encontram-se também as polémicas em torno da mediunidade que fundamentam-se, em grande parte, nos argumentos apresentados por outras religiões também cristãs, dizendo que a Bíblia condena a prática da necromancia (essa que é diferente de mediunidade).


Saudações.

O porquê da biblia, ou quem a escreveu, condenar estas praticas.

Penso que a resposta é simples e merece pouco debate.

Poder.

Essas práticas não eram aceites porque assim retirariam poder a quem o detinha.

É o mesmo que perguntar porquê foram retirados os Livros apócrifos da biblia?

No livro "The Holy Blood and the Holy Grail" os autores mostram uma teoria, em como a figura de Jesus, terá sido mais como uma figura politica e em relação á sua morte, ou suposta morte, tenha sido um acto politico(mártir).

Se acharem interessante poderei postar essa teoria.
avatar
lancelot
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/02/2013
Idade : 42

http://portaisdeluz.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Chacalnegro em Qua Fev 20, 2013 1:01 pm

Boas lancelot, é preferível postares essa teoria, porque já é matéria alheia a este tópico e, de qualquer forma há muito a dizer sobre esse tema.
avatar
Chacalnegro
Gestão do Fórum
Gestão do Fórum

Mensagens : 185
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Zen em Qua Fev 20, 2013 1:38 pm

ricardocosta28 escreveu:
Mas eu não digo o contrario em relação as mensagens que Kardec recebeu, digo sim que acredito que ele as tenha recebido porque nos dias de hoje várias pessoas incluindo eu recebemos mensagens dos Espiritos.
Cabe a consciência de cada um e o seu bom senso interpretar essas mensagens como vindas de espiritos bons ou maus. Um espirito mau nunca dará bons conselhos e vice-versa.
Digo sim que acredito mais nas mensagens dos espiritos de Kardec do que na Biblia porque eu proprio sinto a presença e comunicação dos espiritos, não digo com isto que tudo aquilo que eles dizem é verdade.Não desfazendo, nem desvalorizando a Biblia porque para mim algumas coisas também fazem sentido, eu acredito na Biblia mas se me perguntas em qual acho que terá mais veracidade já sabes a resposta Razz

É isso mesmo Ricardo Wink ...partilho inteiramente da tua opinião. Cool

avatar
Zen
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 38
Data de inscrição : 19/02/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por anokidas em Sex Fev 22, 2013 12:20 am

lancelot escreveu:
anokidas escreveu:Além das que envolvem a ciência em stricto sensu, encontram-se também as polémicas em torno da mediunidade que fundamentam-se, em grande parte, nos argumentos apresentados por outras religiões também cristãs, dizendo que a Bíblia condena a prática da necromancia (essa que é diferente de mediunidade).


Saudações.

O porquê da biblia, ou quem a escreveu, condenar estas praticas.

Penso que a resposta é simples e merece pouco debate.

Poder.

Essas práticas não eram aceites porque assim retirariam poder a quem o detinha.

É o mesmo que perguntar porquê foram retirados os Livros apócrifos da biblia?

No livro "The Holy Blood and the Holy Grail" os autores mostram uma teoria, em como a figura de Jesus, terá sido mais como uma figura politica e em relação á sua morte, ou suposta morte, tenha sido um acto politico(mártir).

Se acharem interessante poderei postar essa teoria.


Sim Lancelot também fico à espera Wink
Cumprimentos
avatar
anokidas
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 359
Data de inscrição : 19/02/2013
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Mephisto em Sex Fev 22, 2013 12:22 am

Já está disponível anokidas Wink

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

__________________________________________________
"Thy name is nowhere
Thy name is never"
avatar
Mephisto
Administração
Administração

Mensagens : 401
Data de inscrição : 14/02/2013
Localização : Portugal

http://www.psiqueparanormal.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por anokidas em Sex Fev 22, 2013 12:27 am



Tens toda a razão Chacalnegro,cheguei à conclusão que não é um exercício saudável porque iremos estar a discutir doutrinas e religiões em que os conceitos são diferentes embora os dois coabitem na mesma razão.
avatar
anokidas
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 359
Data de inscrição : 19/02/2013
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por lancelot em Sex Mar 22, 2013 11:53 am

Concordo com vocês. Não chegaremos a lugar nenhum.

Mas que falta algo aqui. Os principios éticos que regem cada sociedade, grupo, ou pessoa individual.
Se juntarmos um elemento da iurd ou testemunha de jeova decerto este debate sereno e equilibrado, depressa se tornaria num campo de batalha. Rsrsrrs.
avatar
lancelot
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/02/2013
Idade : 42

http://portaisdeluz.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por anokidas em Sex Mar 22, 2013 3:58 pm

Ui Lancelot então era guerra total,não haverá mais nada a dizer certamente,são contrariedades apenas .... What a Face
avatar
anokidas
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 359
Data de inscrição : 19/02/2013
Localização : Portugal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por lancelot em Sex Mar 22, 2013 4:24 pm

anokidas escreveu:Ui Lancelot então era guerra total,não haverá mais nada a dizer certamente,são contrariedades apenas .... What a Face

Feliz ou infelizmente já travei umas quantas batalhas dessas. Eles ganharam por desistência. Honestamente são batalhas onde muito pouco ou mesmo nada se aprende. Eles conseguem ver o branco onde só existe preto. Mas mesmo vendo que é preto eles continuam a dizer que é branco.
avatar
lancelot
Membros Convidados
Membros Convidados

Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/02/2013
Idade : 42

http://portaisdeluz.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As contrariedades bíblicas e a mediunidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum