Bem vindo (a), se pretende aceder à totalidade dos assuntos apresentados neste fórum, deverá proceder ao simples registo de utilizador. Se já é nosso membro, basta efectuar o seu Login.

O registo e usufruto deste fórum é livre e inteiramente gratuito, porém, não deixe de consultar as regras de participação. Junte-se a nós!

Obrigado
Últimos assuntos
» Foto estranhã tirada numa casa no Fundão
Sex Nov 07, 2014 8:37 pm por Mephisto

» Imagens de Sacrificios e Rituais.
Sex Ago 15, 2014 1:59 am por J13K$#N

» Os Protocolos dos Sábios de Sião
Sex Ago 15, 2014 1:32 am por J13K$#N

» A Cura Física e a Cura Espiritual
Sex Ago 15, 2014 12:29 am por J13K$#N

» Constantine - filme
Ter Ago 05, 2014 8:15 pm por J13K$#N

» Clube da Luta (filme)
Ter Ago 05, 2014 7:58 pm por J13K$#N

» EXU NA UMBANDA
Ter Ago 05, 2014 12:01 am por J13K$#N

» Lúcifer - O Pai Da Mentira.
Dom Jul 27, 2014 2:01 am por J13K$#N

» The Matrix Revolutions - filme
Sex Jul 25, 2014 12:23 am por J13K$#N

Os membros mais ativos do mês

Visitas

Pactos Satânicos Aqui!

Ir em baixo

Pactos Satânicos Aqui!

Mensagem por Mephisto em Seg Mar 04, 2013 12:56 am



Um dos temas mais popularizados e comentados pelos leigos em ocultismo. Não é raro, quando uma pessoa "de fora" descobre que somos estudantes do tema, iniciar uma conversa com a famigerada pergunta "Então você tem pacto com o diabo?"
Ou aos iniciantes mais "trevosos" a outra pergunta constante, que frequentemente persegue os estudiosos com uma experiência razoável (em qualquer área que seja): "Me ensina a fazer um pacto?"
Bom, tentaremos ir um pouco além da irritação que nos leva a vontade de responder algo como "sim eu tenho" apenas para ver a reacção. Vamos analisar os supostos "pactos" com "o Diabo", tão famosos e tão prometidos por milhares de sites de charlatães espalhados pela Internet (e em panfletos colados em postes).

Esta história de pactos satânicos teve início na Idade Média, durante o "auge" da Igreja Católica. Os Deuses de outras civilizações, transformados em "abominações" centenas de anos antes passaram a ser os personagens principais dessa anti-mitologia cristã, fossem eles originalmente bons ou não, todos passaram a ser um sinónimo do Diabo cristão.
Por consequência, os pagãos remanescentes de religiões antigas passaram a ser vistos com péssimos olhos pela Igreja (frequentemente mais por questões políticas do que teológicas), e boatos de sacrifícios de animais, crianças e virgens passaram a circular conforme estes pagãos, pobres camponeses, eram executados aos montes.
Juntamente com estes boatos, iniciaram-se também os boatos sobre "venda de alma", onde o bruxo(a) entregaria ao demónio (genericamente falando, todos os demónios eram manifestações de um só diabo), cedendo a ele o bem mais precioso dado por deus em troca de meros confortos materiais ou sexuais.

Boatos de venda de alma se tornaram convenientemente úteis ao serem utilizados para perseguição de membros inconvenientes das cortes, atirando-os contra a própria Igreja Católica, a potência dominante na época.

Mas, "ocultistamente" falando, o que seria um Pacto com o Diabo?

É necessário manter uma coisa em mente ao se falar de um pacto satânico. O Diabo não é único, portanto os demónios não são suas "faces". Demónios são entidades em uma determinada frequência e com um modo de trabalho. E cada um deles possui seu próprio modo de agir, personalidade e jeito de pensar. Os acordos firmados com entidades costumam variar muito de uma a outra. O sistema de evocação Goético permite usufruir e conhecer destas capacidades de barganha de modo justo e produtivo, desde que realizado correctamente, e com inúmeras entidades (muito mais que as 72 ali presentes). Ou seja, não existe Pacto apenas por evocar uma entidade. Isto é um mito. Quem pratica goétia não firma "pactos", no sentido divulgado pela mídia e por livros sensacionalistas. Apenas realiza trocas justas.
Uma das mãos lava a outra - e esta história de "escravizar" um demónio (ou a entidade que seja) antigo e poderoso apenas porque você sabe vomitar como um papagaio meia dúzia de imprecações decoradas cujo significado nem você sabe, é uma mentira das boas.

Aos desinformados sobre Satanismo, que crêem que todo Satanista "tem um pacto" ou que isso o torna melhor que outros, saiba que também estão equivocados. Dentro do Satanismo, o única forma de se demonstrar seu valor é demonstrando Força. Firmar um contrato com um ente, esperando ter tudo caindo do céu de forma fácil é uma prova de ausência de força, preguiça e inutilidade. Nem um satanista de verdade se prezaria a tal ato, que é condenado até mesmo pelos demónios de tão patético. Não se deve confundir auxílio e protecção (normalmente trocados por idolatria) com ganhar tudo fácil em troca de sua "alma".

Então é impossível fazer um pacto? Não. Por incrível que pareça, não é. Mas nenhuma entidade quer a sua alma, até porque é algo impossível de se entregar. Mas, alguns demonólatras oferecem seus "serviços pós vida" como moeda de troca para seus patronos. Desta forma, ao morrerem eles habitam no plano existencial daquela entidade até que o contrato se expire ou até que a frequência energética de ambos se desestabilize por algum motivo.
Quando este ato é cometido por pessoas ignorantes ou sem a instrução adequada, pode ter resultados um tanto ruins. A alma não é vendida, a entidade pode atrapalhar ainda mais a vida da pessoa (apesar dos ganhos materiais), que sofrerá vampirização e pode ter consequências mesmo após a morte do indivíduo.

Um outro mito a ser quebrado, é que ninguém pode fazer um acordo com uma entidade por você. Todos estes anúncios de pactos, normalmente acompanhados de valores exorbitantes, são falsos. Uma negociação, por menor que seja, deve ser da Vontade do individuo, unicamente. Pode haver um evocador que intermedeie, mas o contrato ainda é estritamente pessoal. Ou seja, ainda existe estudo e esforço. Nada no ocultismo é fácil de se obter.

Para finalizar, pois já me estendi mais do que queria neste assunto, lembrem-se que o Satanismo é a crença dos fortes e o LHP o caminho do Eu. Submeter-se a um "deus" a uma entidade ou pessoa, seja quem for, é sinal de fraqueza. É a marca do rebanho. Um Satanista pode ser auxiliado ou orientado pelos seus Deuses, mas jamais será comandado ou se subjugará de livre vontade.
Não existe essa coisa de "pactos satânicos" para um verdadeiro Satanista que siga sua ideologia.


PS: Livros acerca do assunto, consultem o Grimorium Verum, entre outras publicações medievais, distorcidas pela Igreja Católica para popularizar esta forma de Satanismo difundido na Idade Média.

Autor: Diabolus Chertograd

Fonte: Via Sinistrae

__________________________________________________
"Thy name is nowhere
Thy name is never"
avatar
Mephisto
Administração
Administração

Mensagens : 401
Data de inscrição : 14/02/2013
Localização : Portugal

http://www.psiqueparanormal.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pactos Satânicos Aqui!

Mensagem por Salomé em Seg Mar 04, 2013 4:40 pm

Um pacto, será sempre um contrato e, neste caso, viciado desde o principio, pois o diabo não será, à partida um parceiro de boa-fé. Pelo menos é esse o aviso que nos dá Pierre Lancre:

"Não há dúvida de que o Diabo compromete-nos por um pacto expresso ou tácito, o mais estritamente que lhe é possível, que as mais legitimas convenções, por meio das quais ele nos tem de tal maneira comprometidos que não há praticamente modo de nos soltarmos e escaparmos"

Mais adiante, continua:

"Quanto às suas promessas, fá-las sempre aos pares, e com dois significados, pois quando muito bem lhe apraz e não lhe convier manter o acordo nos termos em que foi assinado, é-lhe mais fácil suportar a censura do que ter de cumprir o acordado, se não for vantajoso para ele. Em suma, ele negoceia tão bem que só ganhamos ruína e danação..."

Resumindo: dificilmente poderemos enganar o Diabo e por ele seremos enganados sempre!

Fontes: A Bruxaria de Jean-Louis Brau (1986)
avatar
Salomé
Philosophus
Philosophus

Mensagens : 239
Data de inscrição : 23/02/2013
Idade : 57

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum